QUEM SE VACINA, SE PROTEGE


Publicado em 17/03/2017 às 16:29:15
Categoria(s): Institucional, Social e Lazer,

De acordo com notícias veiculadas nos meios de comunicação nos últimos meses, casos de febre amarela foram detectados em nossa região. E o Clube Náutico, sempre atento aos problemas da comunidade, também entra no combate à febre amarela.

 

Associado, fique atento a alguns cuidados:

  • Pessoas não vacinadas devem evitar áreas de risco como: matas fechadas, sítios, fazendas, pesqueiros, pousadas e assemelhados.
  • Procure um Posto de Saúde e vacine-se, caso você não tenha se vacinado nos últimos 10 anos.
  • A imunização acontece 10 dias após a vacinação. Neste período, evite as áreas de risco.

 

A sede de campo do Clube Náutico possui uma área de mata preservada – que passa por controle ambiental realizado por biólogos – com possível risco de transmissão de febre amarela.  Por isso, vacine-se!

Entendemos que não há motivo para alarme, porém, a vacinação é imprescindível neste momento.

 

 

Vacinação

A vacinação é a única forma comprovada de proteção contra a febre amarela.

Confira algumas orientações e indicações, retiradas do site do Ministério da Saúde, sobre a vacina:

 

– Crianças de 6 meses a 9 meses de idade incompletos:

A vacina está indicada somente em situações de emergência epidemiológica ou viagem para área de risco.

 

– Crianças de 9 meses até antes de completar 5 anos

1 dose aos 9 meses de idade.

1 dose de reforço aos 4 anos*.

*Se a criança não foi vacinada aos 9 meses, deve tomar a vacina

e o reforço, com intervalo mínimo de 30 dias entre as doses.

 

– Crianças a partir dos 5 anos que receberam 2 doses da vacina

Estão imunizados e não precisam mais se vacinar.

 

– Pessoas que receberam uma dose única da vacina

Devem tomar o reforço ainda que sejam adultos.

 

– Pessoas que nunca foram vacinadas ou sem comprovante de vacinação

Administrar a 1ª dose da vacina + 1 dose de reforço após 10 anos.

 

– Pessoas com 60 anos e mais (nunca vacinada ou sem comprovante de vacinação)

Apenas após avaliação médica.

 

Gestantes

A vacinação é contraindicada. Na impossibilidade de adiar a vacinação, como  em situações de emergência epidemiológica ou viagem para área de risco de contrair a doença, o médico deverá avaliar o beneficiário/risco de vacinação.

 

Lactantes com crianças com até 6 meses de idade

A vacinação é contraindicada até a criança completar 6 meses de idade. Caso a mãe tenha que se vacinar, ela terá que, antes de receber a vacina, estocar leite para o período de 28 dias após a vacinação. Se não tiver leite suficiente, buscar o banco de leite.

 

Viajantes

• Viagens internacionais: seguir as recomendações do Regulamento Sanitário Internacional.

• Viagens para áreas com recomendação de vacina no Brasil: vacinar, pelo menos 10 dias antes da viagem, no caso de 1ª vacinação. O prazo de 10 dias não se aplica no caso de revacinação.

 

Quem se vacina, se protege!